Profissional8 de março de 2020Na raça, Noia vira para cima do Esportivo e conquista primeira vitória no Gauchão

http://www.ecnovohamburgo.com.br/wp-content/uploads/2020/03/AOG_5504-1280x853.jpg

Vencer era preciso e o duelo contra o Esportivo era encarado por todos como uma verdadeira decisão. Atuando no Estádio do Vale, com o apoio do torcedor que compareceu em bom número, o Novo Hamburgo derrotou a equipe de Bento Gonçalves por 2 a 1. Matheus Lagoa e Juba marcaram os gols que deram ao Anilado a primeira vitória na disputa do Campeonato Gaúcho 2020. Com o resultado, a equipe comandada por Ben Hur Pereira soma agora 6 pontos na classificação geral do Estadual, deixando a zona de rebaixamento.

O jogo:

Precisando do resultado positivo e atuando dentro de casa, o Anilado buscou tomar a iniciativa da partida desde os primeiros minutos. Mesmo com o apoio do torcedor e o maior volume de jogo da equipe anilada, o primeiro tempo não apresentou grandes chances, terminando com o placar zerado.

Na etapa complementar, a equipe comandada por Ben Hur Pereira voltou com outra postura, passando a dominar de vez as ações da partida. Porém, aos 14 minutos, o Esportivo abriu o placar com o atacante Caprini.

O Noia não se abateu e com modificações pontuais se lançou ao ataque. A pressão começou a dar resultado logo aos 19 minutos, com o gol de empate marcado por Matheus Lagoa. O Anilado seguiu no ataque, pressionando a equipe de Bento Gonçalves em busca do gol da virada. E o tento tão esperado veio dos pés de Juba, que recebeu lançamento em profundidade e finalizou com extrema qualidade, colocando o Noia na frente. Nos minutos finais o Esportivo até esboçou uma reação, porém bem postado na defesa, o Novo Hamburgo garantiu o resultado positivo.

FICHA TÉCNICA:

NOVO HAMBURGO: Jacsson; Felipe Mattioni, Moisés, Windson (Bertotto) e Romano; Chicão, Itaqui (Matheus Lagoa) e Mossoró; Moisés Brito, Juba e Vieira (Alison). Técnico: Ben Hur Pereira

ESPORTIVO: Renan; Cleiton, Edson Borges e e Gullithi; Bovi, Lucas Hulk, Washington, Diogo (Gustavo Sapeka) e Rômulo; Caprini (João Pedro) e Flávio Torres (Marcão). Técnico: Carlos Moraes

Foto: Adilson Germann / ECNH